Veja como funciona uma lareira recuperadora de calor

Há milênios o ser humano faz fogo para se aquecer, isso não é novidade alguma. Inclusive, ainda mantemos até hoje no nosso DNA o prazer de olhar para as chamas aquecendo nossa casa. Mas você sabia que está perdendo calor precioso usando uma lareira convencional?

É verdade! Uma lareira à lenha comum é linda e mística. Hipnotizante, mas libera menos de 15% do calor gerado para dentro do ambiente. O resto se foi pela chaminé. Desperdício… E vamos levar em conta mais um detalhe: antigamente as casas eram mais amplas, possuíam uma estrutura menos hermética do que os apartamentos de hoje em dia, então as emissões de gases tóxicos, dióxido de carbono e outras coisas podem causar sérios problemas de saúde.

Por outro lado, vivemos em 2016! Tecnologia e engenharia levam antigos costumes a funcionar muito melhor e de maneira extremamente eficiente. Veja o exemplo das lareiras recuperadoras de calor.

Nesses modelos de lareira a combustão acontece dentro de uma câmara fechada, o que impede a fumaça tóxica de entrar no ambiente, mantendo seus pulmõezinhos bem saudáveis. Já ouviu falar em combustão dupla? É um recurso interessantíssimo que vamos explicar de maneira simples.

Em lareiras recuperadoras de calor, ocorrem dois processos de combustão. O primeiro é a queima da lenha (nesse caso, pois existem lareiras que funcionam a pellet também, por exemplo) feita normalmente. Após isso o ar preaquecido é insuflado (linda palavra, não?) e uma segunda queima acontece com os gases e partículas que estavam lá, flutuando. O resultado? Mais calor emitido, menos gases tóxicos, melhor aproveitamento da lenha (mais de 75%! Uau!), economia e ciência! O que mais podemos esperar além de uma boa taça de vinho e uma pipoca nesse inverno? Pois frio é uma coisa na qual não teremos que nos incomodar.

Você pode gostar de...