Churrasco e cerveja: a harmonia na mesa

Quase todo brasileiro está acostumado com o combo churrasco e cerveja. Assim como queijo e presunto ou Ronaldo e Romário, é uma combinação maravilhosa e querida pela maioria. Mas dá pra tirar mais dessa dupla!

Que tal harmonizar carne e cerveja?

Pra começo de conversa, harmonização é uma forma de ressaltar os sabores de ambos; as características mais marcantes da comida e da bebida devem se combinar de uma forma que um não anule o outro.

Claro, não precisa harmonizar carne e cerveja para ter um churrasco ótimo, mas fazer isso ajuda a aproveitar melhor os sabores de ambos.

Harmonizar é uma tarefa menos complicada do que parece. Dá para misturar sabores que se contrastam – por exemplo, picante com refrescante, amargo com doce, pesado com leve –, que se assemelham – em acidez, doçura ou aroma – ou por corte – quando o elemento de um quebra parte das características do outro.

Cada característica da cerveja se encaixa com um tipo de prato:

  • Malte: tem a capacidade de influenciar na intensidade do sabor. Uma cerveja robusta deve ser acompanhada por um prato forte;

  • Lúpulo: quanto maior a quantidade, mais amarga a cerveja. O amargor combina com comidas gordurosas;

  • Teor alcoólico: alto teor combina com refeições gordurosas.

Com tudo isso em mente, é hora de começar a harmonizar.

Harmonização

Mestres cervejeiros já têm dicas de harmonização que dão conta do serviço, mas nada substitui a experiência de testar as diversas combinações por conta própria. Veja como criar combos bacanas:

  • Queijos: caem super bem com cervejas, seja em reuniões de família ou em mesas de boteco. Para aproveitar ainda mais, é importante combinar o queijo com a intensidade do lúpulo – quanto mais forte a comida, maior o teor na breja;

  • Amendoins e castanhas: tira-gostos padrões, combinam com cervas leves e sutis (Light Lager, Amber Lager, etc.);

  • Frituras: polenta frita, batata frita, pastel podem ser melhor apreciados com Pilsens clássicas ou Amber Lager;

  • Frutos do mar: depende do animal; camarão, lula e mariscos combinam com India Pale Ale e Amber Ale; grelhado ou defumado vão bem com brown Ale ou Atlbier;

  • Churrasco: carne de churrasco pede uma cerveja mais forte, como uma Porter ou brown Ale. As menos gordurosas casam bem com double IPA ou Imperial IPA;

  • Aves: a harmonização depende do tipo de preparo, mas normalmente pedem brejas mais leves – fritos combinam com as mais amargas e defumados, com intensas;

  • Carne vermelha: pede beras mais intensas – rosbife com Old/Strong Ale, bifes e bistecas com Dry Stout, Bock, Porter e carne assada com Dark Lager ou Dunkel;

  • Carnes fortes: pedem cervejas intensas. Leitão ou lombo caem bem com Weinzebock ou British-style bitter; cordeiro combina com Imperial IPA, Red Ale ou Strong Golden Ale;

  • Sobremesas: para fechar os trabalhos, deguste uma breja doce com as sobremesas. Bolos dialogam bem com uma Indian Pale Ale; receitas com chocolate harmonizam com Strong Dark Beer, Belgian Strong Ale ou Stout.

Com esse guia harmônico, dá para dar uma repaginada nos churrascos e expandir o universo alcoólico para além da cerveja de milho. A parte mais divertida, com certeza, é testar as combinações. Então mãos à obra!

Você pode gostar de...